E por que a escolha dos demônios famintos?

Ela veio como uma fada, mas com a sutileza de uma bruxa. Eu, sempre falante, dessa vez me calei. Sambando no gume da faca a descalça passista de seu coração, ela se aproximou e disse: “Moço, já te disseram que sofres porque queres? Eu, todo dia nesse dilema mental nos últimos meses. E por que a escolha dos demônios famintos? Eu não durmo e dizem que quando o faço sinteticamente tenho uma posição estática e charmosa, como uma mulher envenenada. Eu queria babar no travesseiro… Isso significaria um exorcismo na minha história. Cada um com a sua, né? Acho que também sou um tipo de demônio ou andaram me carregando. Por isso eu te visito quando sonho”.

Tapei os ouvidos por um instante, mas ela falava com o coração, então eu não poderia deixar de ouvi-la. Ela continuou: “E será que procê que não sabe ou pode desconfiar de uma loucura, creio que deve estar acostumado com pessoas meio doidas, presumo… Será? A verdade direta é que pela situação atual, eu ando tendo contatos com pessoas que eram próximas e que afastei propositalmente. Não sei se já te aconteceu, acho comum porque quando eu flano na groselha do tempo, eu sonho com os fiascos do dia. E então, eu conversei com você em uma noite entre pesadelos, e sonhei com você também, não ria”.

Eu não ri. E ela continuou: “A parte dos pesadelos é pra enfatizar mesmo todas as coisas que vão passando pelo dia. A pessoa fica se forçando a dormir pouco, daí tem pesadelos com as coisas que leu, escreveu. Vamos e voltamos de viagem. Nos encontramos. Fazemos visitas. Um dia tudo acaba”.

Tão rápido quanto ela chegou, ela foi embora. Sem beijos, sem toques. Direto ao ponto. Ela disse muito e eu não disse nada, mas pensava ter dito o suficiente sem falar diretamente com ela. Não são nossas almas que conversam? Pouco precisamos de bocas e ouvidos. Ela levanta e se vai, sem me afastar. Eu levanto e vou noutra direção, sem também me afastar.

E nem ao menos mostramos as nossas garras.

Não sabíamos o quanto de nós era treva e o quanto de nos era luz.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s