Marielle Franco: Vocês nem deixaram o corpo esfriar

Na noite de ontem, a vereadora Marielle Franco (PSOL) foi assassinada no Rio de Janeiro, quando voltava de um evento na Lapa, no bairro Estácio. Não se pode falar com certeza, mas tudo dá indícios de que seja uma execução. Era uma mulher com muitos inimigos e pessoas que se desagradavam com ela. Toda a cena de crime dá indícios que ela tenha sido executada.

Mas esse não é um post sobre isso. Não vou ser mais um fazendo análises forenses e espalhá-las pela internet como se fosse um especialista. Esse é um texto sobre vocês!

Sim, vocês! Vem cá… O que tem de errado com vocês? Vocês nem esperaram o corpo dela esfriar. O caixão dela virou um palanque político. Cada um defendendo sua ideologia política, levantando bandeiras. Vamos ser sinceros? Vocês pouco se importam com o que aconteceu, vocês só querem esfregar as bandeiras que defendem por aí.

“Ah, mas…”

SEM ‘MAS’. Você transformaram um assassinato na mesma bitolada discussão entre Direita X Esquerda que vocês travam todos os dias (a qual, por mais importante que seja, não se faz cabível em absolutamente tudo). Mostram as garras, cospem nos seus ‘adversários’ e na real estão pouco se fodendo para a Marielle Franco. Os que estão do mesmo lado do espectro político dela atacam os do outro lado e os do outro lado fazem o mesmo. Vocês desumanizam uma pessoa para fazer política com a sua morte. Apenas isso.

É claro, não é uma morte que passa despercebida, há todo um contexto envolvido no caso. Mas eu fico impressionado com a falta de vergonha na cara de vocês. Um ser humano morreu. Vocês sabem o que é um ser humano? Sabem a merda que deve ser para a família? Já pensaram no motorista que estava com ela (sim, esse cara também tem uma história, veja aqui)?

E sim, as pessoas tem todo o direito de revolta, de manifestação, de indignação. Mas há algo um tanto cruel em utilizar um corpo sem vida como uma espada política, sobretudo dentro das circunstâncias sob as quais ocorreu o crime. Você precisa ter no mínimo um parafuso a menos para apelar para uma tática tão baixa pra vender ideologia política como se estivesse em uma feira. Se manifeste, se revolte, expresse sua opinião. Não tem nada de errado nisso. Mas, pelo amor de Deus, coloque na sua cabeça que a morte de um ser humano é mais importante do que toda essa ladainha política.

Eu não ligo pra você por aí vendendo política, colocando foto de político na capa do Facebook, fazendo vídeo dando uma de especialista em política e economia com todas as soluções pras injustiças do mundo. Eu não ligo pra sua obsessão com o assunto. Mas eu ligo sim, quando alguém faz uso de um corpo que nem esfriou ainda pra vender seus ideais. Se você usa um assassinato como arma ou escudo, seus ideais provavelmente não são tão ‘ideais’ assim.

Não se trata de despolitização. Trata-se de compreender que foi uma execução covarde! Eu não concordo com absolutamente nada do pouco que pesquisei sobre Marielle Franco. Não concordo com a maior parte de suas ideias e nem me posiciono politicamente no mesmo espectro que ela. Mas… PELO AMOR DE DEUS! Foi uma execução covarde (é importante repetir isso), sem qualquer chance de defesa. Isso é o suficiente para que todos nós nos indignemos, mas não nos dá o direito de colocar santinhos de políticos no caixão dela. Claramente houve razão ‘política’ na execução, mas podemos simplesmente tratar alguém que pensa diferente de nós como um ser humano? Podemos ter menos bipolarização pra tratar de uma morte?

Sim, essa é minha opinião. Estou extremamente envergonhado com a maior parte do que eu vi hoje. Creio que você tem todo o direito de se manifestar, se revoltar, se indignar, pedir por justiça e debater sobre o que motivou aquela cena sangrenta. Mas em hipótese alguma suba no caixão de outra pessoa para fazer política. Deixe ao menos um tempo para o corpo esfriar.

Se eu conhecesse a Marielle Franco, eu provavelmente não iria muito com a cara dela. Provavelmente iríamos discutir por N razões diferentes e sobre nossos pontos de vista divergentes. Mas é um ser humano que morreu de forma covarde. E como eu não conheci Marielle Franco, tudo que eu posso dizer é o que segue: descanse em paz, que sua morte não tenha sido em vão.

Anúncios

2 comentários

  1. ” vender ideologia política como se estivesse em uma feira ” POR FAVOR ANDERSON, QUE MATÉRIA MAIS RUIM QUE VOCÊ FEZ!! pare e pense cara, ela era politica, ela tinha seus ideais e suas ideologias muito bem definidas, e tenho certeza que o que ela não gostaria era de sua morte na situação que ocorreu passar despercebido! Nada de direita e esquerda meu amigo, apenas de direitos humanos! Acho que seu desconhecimento pela ciência politica pode ter feito você escrever essa matéria de muito senso comum amigo.

    Curtir

    1. Acho que você não entendeu muito bem o que eu quis dizer. O texto é sobre desumanizar uma pessoa que teve uma execução covarde pra levantar bandeiras, entendeu? Tudo bem discordar caso tenha entendido. É minha opinião. Ser humano primeiro, ideologia política depois, reforço isso várias vezes no texto!

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s