A insuportável geração de amargurados e obcecados por seus ex-namorados(as)

As pessoas com quem dividimos amorosamente nosso tempo, nossos corpos e uma parcela significativa de nossas vidas acabam ficando em algum lugar dentro da gente. É inevitável! E há muitas formas de lidar com os sentimentos que surgem após o fim de um relacionamento. A maneira mais saudável é processar os sentimentos e emoções, (pegar alguém) dar um tempo para lamber e cicatrizar as feridas e superar.

As redes sociais são um ótimo ‘termômetro’ para medirmos o nível através do qual as pessoas superaram (ou não) os seus ex. Volta e meia a gente se depara com alguma coisa do seguinte tipo:

print ex superar

Olhe bem para essa mensagem. OLHE PARA ISSO! Por que as pessoas se importam com o pesadelo do ex? A pessoa não está nem um pouco interessada em ‘ver sua vida fluindo com outra pessoa’, ela está preocupada com o que o ex vai sentir/pensar sobre ela estar com outra pessoa. Se você tem esse pensamento, sua vida não vai fluir com ninguém! Você vai sempre ficar olhando para trás através dos seus ombros, à espreita, vivendo a vida em função do que ‘seu ex vai pensar’. Eu não consigo pensar em nada mais melancólico e obsessivo do que isso! O ‘pesadelo de ex’ é já ter namorado com esse tipo de gente… Gente que não segue em frente, fica emperrada e com aquela ideia fixa envolvendo uma pessoa que um dia fez parte da sua vida. Você acha realmente que seu ex vai se importar? Olhe bem para essa mensagem! Se eu vejo minha ex postando algo do tipo (e graças a Deus nunca vi e nem acompanho minhas ex nas redes sociais) eu vou ter a certeza de que a pessoa não conseguiu superar.

Mas (infelizmente) não para por aí. Não basta ser insuportável dizendo que você quer ter alguém somente para que seu ex namoradinho ranja os dentes. Veja isso:

print ex superar 2

Sim, claro! Não basta transformar suas redes sociais em um muro de lamentações e insegurança. A geração obcecada pelo ex precisa ficar ofendendo constantemente nas redes sociais. Repare na quantidade de ‘retweets‘ e de ‘curtidas‘. Tudo gira em torno do ex! E o pior de tudo é que essa geração nem mesmo consegue admitir que está obcecada: não seguem em frente, falam mal do ex constantemente, vivem em função de ‘mostrar pra ele’o quanto está bem‘ e mesmo assim não reconhecem a porra da sua obsessão.

Eu tive um relacionamento há uns bons anos atrás e que eu demorei para superar. Nesse meio tempo, eu vivia elogiando a minha ex (mesmo que ela me odiasse, merecidamente) e fazia questão de falar para todas as pessoas o quanto eu achava que ela era incrível. Sentia um orgulho do caralho de ter namorado com aquela pessoa, apesar dos traumas fodidos pelos quais eu (e ela também) tinha passado e os quais eu demoraria um incontável tempo para superar. Eu queria sentir orgulho daquilo tudo, por mais mal que tivesse me feito. Queria ter orgulho do tempo aproveitado, de ter dividido uma pequena parte da minha vida com alguém. Sempre fiz questão de enaltecer o quanto minha ex era foda! Hoje ela está casada, tem até uma filha e não faz parte da minha vida de modo algum. E continuo achando ela uma pessoa foda e desejo tudo de bom pra ela. Você entende? Isso é superar! É querer o bem da pessoa. Se você deseja que alguém se foda (independentemente do que ela fez pra você), você não superou porra nenhuma!

E as coisas realmente não andam ‘bem das pernas’ pra geração atual: completamente obcecados com seus ex e completamente obcecados em mostrar o ‘quanto superaram’, ‘o quanto estão melhores’, ‘o quanto o ex deve estar sentindo falta’. CRESÇAM, PELO AMOR DE DEUS. Há uns meses atrás, eu tive um problema com minha atual namorada e fui desabafar nas redes sociais. Pra mim, tava tudo certo. Estava mostrando pra todo mundo o quanto estava bem e o quanto não me importava com a situação. Essa era a expectativa. Dois dias depois eu olhei minhas próprias postagens nas redes sociais e repeti para mim mesmo: ‘para que tá feio’. Apaguei tudo e não me pronunciei mais sobre.

Então, vou dizer o mesmo para vocês: ‘PARA QUE TÁ FEIO’. Deixe essa obsessão e amargura pelo seu ex pra lá. Ele provavelmente vê essas postagens e dá risada, não mais do que isso. Você tenta fingir que ‘tá de boa’ mas na real faz um papelão do cacete e alimenta a sua própria obsessão. Você não vai seguir em frente! Não desse jeito. Esquece essa porra toda aí e segue em frente. Se você ficar, anos depois, reclamando do quanto seu ‘ex é merda’, na verdade o ‘ex de merda’ é você mesmo.

Esquece o ex, para de se preocupar com o ex, para de falar de ex. Se você não superou, tudo bem. Só deixa o negócio quieto, uma hora passa – independentemente do quanto você sofreu, do que seu ex fez pra você, da merda de desilusão que você teve ou do tamanho dos chifres que seu ex colocou na sua cabeça. DEIXA ESSA ILUSÃO PRA LÁ! Foi, acabou, já era.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s