Esqueça esse negócio de SER feliz. Tente apenas ESTAR feliz!

A felicidade é um negócio bem estranho, né? A gente passa dias feliz da vida e de repente tudo fica triste. Bem, abençoados os que já experimentaram a felicidade alguma vez na vida, pois a maior parte das pessoas passarão suas vidas sem senti-la.

Tenho andado por aí observando as pessoas. Me deparo com os loucos, completamente dissociados de si mesmos e da sociedade e por vezes até os entendo. Mas não é sobre os loucos que falo. Quando foi a última vez que você viu alguém realmente feliz andando na rua? Quero dizer… Umas pessoa estranha, que você nunca viu antes, exalando felicidade por todos os buracos de seu corpo! Eu costumava ver essas pessoas andando por aí… Agora, nem tanto.

O que eu vejo são os rostos fechados, cabisbaixos, com olhos tristes e bocas que provavelmente há muito tempo não sabem o que é gargalhar. É isso que nos tornamos? Pessoas exaustas? Passaremos a vida toda olhando por entre nossos ombros pensando nos raros momentos de felicidade que tivemos um dia?

Preciso confessar que por vezes eu sou uma dessas pessoas.

E decidi que não serei mais.

A gente pensa na felicidade como se ela fosse durar para sempre, que seremos felizes de um modo que nunca mais sofreremos mal algum. Não, a felicidade não funciona assim. Ela é, por si só, um conceito temporário. Todo esse negócio envolvendo uma necessidade de ‘ser’ feliz me parece muito equivocado. Ninguém ‘é’ feliz, apenas ‘está’ feliz – assim como se está triste, com raiva, com medo, etc.

Decidi largar esse negócio de tentar ser feliz pra sempre. A vida é mais complexa do que isso, não é? Se eu puder apenas estar feliz, pela maior parte do tempo possível, creio que será o suficiente. Sem devaneios, sem ilusões. Apenas a felicidade em seu sentido pleno, pois quando pensamos na felicidade de um modo obsessivo podemos experimentar de tudo – menos a sensação de felicidade.

É só isso que eu queria compartilhar com você hoje: nada complexo, nada em que você precise pensar por horas, nada para lhe instigar. Apenas uma reflexão de dois minutos sobre a ‘inalcançável‘ felicidade. Devemos esquecer tudo o que sabemos sobre a felicidade para que possamos ‘alcançá-la‘.

Anúncios

3 comentários

  1. Pois a verdadeira felicidade está contida nas pequenas coisas da vida, mas nos provocam uma grande cascata de sentimentos.
    Porém acredito que de certo modo a vida se baseie na busca pela felicidade, para algumas pessoas pelo menos, quase que todas. É muito difícil acreditar que as pessoas realmente queiram ser tristes, ninguém gosta de ser triste, acredito eu.
    A tristeza muitas vezes vem acompanhada de sentimentos muito abstratos de uma forma pejorativa. A tristeza é o resultado de uma vontade não realizada, de uma vontade interrompida, um desejo ainda insatisfeito.
    A busca pela felicidade não é o x da questão, o grande problema é para qual felicidade elas estão a procurar.
    Um grande abraço meu caro Anderson.

    Curtir

Deixe uma resposta para escritortristaoneto Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s