Desligando os motores

Você já parou pra pensar na complexidade do organismo humano? Já parou pra olhar suas próprias mãos? Já aproveitou pra ficar em silêncio consigo mesmo, apenas ouvindo o batimento de seu próprio coração? Já se concentrou na sua própria respiração enquanto esqueceu de todo o mundo lá fora? Já encontrou seus próprios anjos dentro de si? E seus próprios demônios?

Hoje eu lhe convido para sentir tudo. Quero que você pense em si próprio como um robô,como uma máquina indestrutível. E não basta que você simplesmente pense assim, é preciso que você sinta a si mesmo dessa forma. Pense em si mesmo como ‘algo’ capaz de sobreviver a tudo: se houver falta de dinheiro e de alimento, você sobreviverá; se lhe faltar amor, você sobreviverá; se a vida lhe virar de ponta-cabeça, você sobreviverá.

Quero que você perceba a si mesmo como uma máquina humana. Você veio aqui para realizar? Veio aqui para dominar o mundo ou para ser dominado por ele? Veio para ser o mestre de si próprio ou para deixar que suas obsessões e paranóias tomem conta de tudo pra você?

Então você é uma máquina. Teu coração deu lugar a um chip de computador. Teu sangue agora é um amontoado de circuítos. E você funciona com um motor… Um motor que continua operando incessantemente desde que você era um pequeno robozinho. Um motor cansado, superaquecido, com energia acumulada.

Agora desligue o motor!

Simplesmente o desligue. Permita-se deixar de existir por um segundo. Reinicie o sistema. Por um segundo, se desligue das suas obsessões e paranóias. Deixe que seu sistema seja resfriado pelo puro ócio. Esqueça o seu manual de instruções, pois você não precisa mais dele. Esqueça todos aqueles que mexeram com seus circuitos. Esqueça de tudo aquilo que aconteceu com o motor superaquecido. Tome coragem, desligue o motor.

Tire um minuto.

Você está com seu motor desligado. Está curando aos seus circuitos! Eles irão se reestabelecer. Simplesmente vá com calma, por alguns instantes. Tire o seu tempo, demore o quanto quiser.

Agora…

Não ligue o seu motor novamente.

Deixe-o desconectado para sempre. Faz quanto tempo que tu tem se sentido como uma máquina? Há quanto tempo está tão obsessivo e compulsivo com as coisas da vida, de um modo que você parece ter sido programado para isso? Há quanto tempo você tem sido uma máquina? E faz quanto tempo que tem operado no automático, deixando toda a sua humanidade para trás?

Agora, imagine que eu estou chegando perto de você. Imagine que eu estou pessoalmente destruindo seus circuítos e arrancando seu motor. Veja o sistema indo embora de dentro de si próprio. Veja todas as suas preciosas obsessões e paranóias se transformando em nada bem na sua frente. Sinta medo de nunca ser uma máquina de novo. Sinta medo por acreditar que você não pode ser de outra forma. E por fim, sinta-se deixar de ser máquina em um mundo rodeado por motores ligados.

Sinta-se ‘em ponto morto’. Sinta-se morto. Sinta-se desaparecer.

Agora vá para o teu paraíso. Só você sabe onde ele está, então não me faça nenhuma pergunta sobre ele, ok? Eu sou só o cara que chegou perto de você para destruir seu motor. Quem o desligou foi você!

Explore teu paraíso por alguns momentos. Quando estiver satisfeito, retorne.

Sinto dizer-lhe, mas não há mais como ligar a máquina. O motor desligado foi destruído e os circuitos feitos em pedaços. Tudo derreteu. O sistema não funciona mais. Para lhe recompensar, sinta que estou lhe presenteando com tua alma de volta. Aceite meu presente. Passe a sentir teu coração de novo. Abra e feche os olhos, respire. Você nunca foi uma máquina, apenas foi forçado a se transformar em uma.

Pegue tua humanidade de volta. Marginalize a ti próprio. É bem mais díficil do que funcionar como uma máquina, mas, quando você se render, você saberá que aquele motor nunca existiu. Você simplesmente pensou que poderia substituir seu coração por um.

Agora não mais.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s