Você só deveria ficar com alguém quando a pessoa se torna sagrada aos teus olhos

O amor é (ou ao menos deveria ser) a mais importante de todas as religiões.  É universal e todos nós já fomos devotos uma vez ou outra, mesmo quando nos consideramos não praticantes. Ele faz com que consigamos olhar para a pessoa, nas primeiras semanas, sem ver qualquer defeito. E mesmo depois, quando você os vê, gosta ainda mais da pessoa. É como se ela se tornasse sagrada aos seus olhos.

Se eu pudesse me atrever a dar um pitaco sobre os relacionamentos e sobre o amor seria o seguinte: Você só deveria ficar com alguém quando a pessoa se torna sagrada aos teus olhos; do contrário, recomendo a todos que fiquem sozinhos. Eu nunca consegui me relacionar muito bem por muito tempo com as pessoas, pois nem sempre encontrei repouso, água e sombra fresca no aspecto sagrado do amor.

E eu lembro que inventava um milhão de desculpas para terminar meus relacionamentos, enquanto a verdade era uma só: por mais que eu gostasse da pessoa, ela não era sagrada para mim e deveria ser para alguém. E existe alguém por aí para essa pessoa, alguém que verá ela como uma obra divina, sagrada. Quando você não se torna um devoto da pessoa que você ama, as chances de tudo ir para o buraco são ainda maiores. Não perca tempo! Enquanto não encontrar alguém que lhe faça se sentir como se estivesse nu diante de todos os deuses, ali não te demores.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s